Caixa de busca

Últimas matérias

Fisioterapia Respiratória em Bebês e Crianças

s 08:30

Novidade - Mamães apresento a vocês a Drª. Mariane Tsuda, a mais nova colunista da coluna Fala Dr. Ela chega ao Portal para agregar conhecimento, junto a equipe médica do Gemelares, assim as dúvidas das mamães na área fisioterapêutica serão esclarecidas. Ela é mãe de Gemelares, e tem uma família linda! 

Seja bem vinda Drª. Mariane Tsuda



A crescente incidência de enfermidades respiratórias infantis está ligada em parte a evolução de germes responsáveis pelas infecções respiratórias e ao predomínio de infecções virais sobre as infecções bacterianas, e a outra parte a um conjunto de fatores ambientais que associam os hábitos de vida e poluição do ar.

Devido às particularidades do sistema respiratório e a predisposição genética, as crianças estão sempre susceptíveis a infecções respiratórias, principalmente no inverno onde a temperatura e a umidade do ar diminuem muito.
Diversas doenças são responsáveis por um acúmulo de secreções bronquiais, sendo necessário recorrer à intervenção da fisioterapia respiratória cujo objetivo fundamental é remover as secreções bronquiais e expandir os pulmões.
O Fisioterapeuta Respiratório atua na prevenção e no tratamento de doenças respiratórias, tais como; asma, bronquite, bronquiolite, pneumonias, rinites, fibrose cística, doenças neuromusculares, síndromes  genéticas, dentre outras, ou mesmo questões mais simples, como algumas crianças que respiram de forma errada.
Uma das principais doenças respiratórias que afetam bebês no outono e inverno é a BRONQUIOLITE VIRAL AGUDA e a fisioterapia tem um papel muito importante ajudando na recuperação destes bebês, pois como é uma doença viral pouco pode ser feito com relação a tratamento medicamentoso e na maioria dos casos a produção de secreção é grande, sendo a fisioterapia respiratória indicada para ajudar nestes casos.

O importante é conhecer a doença e saber quais são as indicações e contra indicações para a realização da fisioterapia, só assim podemos ajudar o bebê com segurança. Um bebê atendido pela fisioterapia se recupera bem mais rápido que outro que não passou pelo atendimento. Isso é fato!
Outro detalhe importante é tentar manter o narizinho do bebê sempre limpo, através da aplicação de  soro fisiológico, afinal bebês respiram exclusivamente pelo nariz até os 6 meses e quando ficam com o nariz entupido passam a não comer nem dormir direito , que são as duas coisas mais  importantes para o bebê.

Vale ressaltar que quanto mais precoce estas crianças começarem o tratamento com o fisioterapeuta melhor serão os resultados percebidos.
Bibliografia: Fundamentos da Terapia Respiratória de Egan -http://www.assobrafir.com.br/ , http://www.spacci.com.br/


Gostaram?


Postado por: Mariane A. O. R. Tsuda
E-mail: tsudarm@ig.com.br
Casada, mãe dos gêmeos Felipe e Vinícios, com 8 anos
Fisioterapeuta - CREFITO 3-18127-F - Formada pela PUCCAMP
Especialista a área respiratória e dermato funcional



Gostou? compartilhe!
Categorias:
Comentrios
0 Comentrios

0 comentrios:


Postar um comentário

Obrigada pela visita em breve retribuirei!

Blogroll - Mães Blogueiras

Inscreva-se:  

Decoração

Receitas

Vida de Mãe

 
Pin It button on image hover