Caixa de busca

Últimas matérias

Família Gemelares da Semana - Por Priscila Karina

s 08:30

"Priscila, você tem caso de gêmeos não família?" Fiquei chocada, perplexa, literalmente engasgada, a enfermeira perguntou se estava tudo bem, e respondi: "Milhares de fraldas..." 


Meu marido sempre quis ser pai, já eu nunca assumi esse desejo, pois na minha cabeça existiam centenas de projetos no meu ponto de vista muito mais importantes do que a maternidade, não conseguia me enxergar mãe.


Chegamos muitas vezes a discutir sobre o assunto, até que chegou uma época que meu marido evitava falar sobre isso, pois ele ficava profundamente triste. Depois de 3 anos de casamento, me descuidei, e percebi o atraso do meu ciclo, preocupada comentei com ele, e ele olhou nos meus olhos e disse: "Mô, você está grávida!". Revoltada, meio atormentada, decidi comprar o teste da farmácia, isso depois de esperar muitos dias pela bendita menstruação, a qual nunca dava o ar de sua graça. 



Depois de praticamente uma noite em claro, pela manha fiz o tal teste, resultado: POSITIVO! Não aceitei, cheguei ao ponto de ligar pro fabricante do teste exigindo uma retratação formal sobre o resultado absurdo, inacreditável, minha ficha não caía de jeito nenhum, ainda inconformada e esperançosa daquilo ser apenas uma ilusão distante da minha realidade, fui ao hospital fazer o exame de sangue, ai não teve jeito, o clínico geral olhou pra mim e falou a famosa frase: "Parabéns Mamãe!".


Ai Pronto, arregalei os olhos e aceitei o presente de Deus, não preciso nem descrever a alegria do meu esposo e a cara de sarro dele olhando pra mim, não é?! Logo a notícia da minha tão esperada gravidez espalhou-se pela minha família e pela dele.


Imediatamente iniciei o pré-natal, marcamos o primeiro ultrassom, transvaginal. E pela primeira vez, ouvi um coração batendo, me emocionei! Percebi então, que o médico e a enfermeira cochichavam sobre o que viam na tela do exame, me preocupei, suei frio, pensei que tinha alguma coisa errada, então escuto um coração batendo de novo (era o 2º coração), não entendi nada. Depois de alguns intermináveis minutos o médico me faz a seguinte pergunta: "Priscila, você tem caso de gêmeos não família?" Nesse momento, entendi tudo! Fiquei chocada, perplexa, literalmente engasgada, a enfermeira me cutucou, perguntou se estava tudo bem, e respondi: "Milhares de fraldas..." Era exatamente isso que passava na minha cabeça. O médico e a enfermeira riram muito e depois eu ri também. Afinal, ouvir os dois corações batendo pela primeira vez, foi uma emoção indescritível!


Meu marido ficou duplamente feliz, nem ao menos se assustou! A partir daí passamos a curtir cada segundo da gestação. Hoje elas estão com 1 ano e são a maior alegria das nossas vidas!

Priscila, seja sempre bem vinda ao Portal Gemelares!

Gostou do 22º relato da Família Gemelares da Semana? 
Conheça quais foram as famílias que já passaram 
por essa coluna, clicando aqui ! 

Você quer ver a sua família no Gemelares, 
clique aqui e saiba como!

Gostou? Compartilhe!
Comentrios
0 Comentrios

0 comentrios:


Postar um comentário

Obrigada pela visita em breve retribuirei!

Blogroll - Mães Blogueiras

Inscreva-se:  

Decoração

Receitas

Vida de Mãe

 
Pin It button on image hover